Entrevista

Festival Arredas Folk Fest

5 Setembro 2016

O festival ARREDAS Folk Fest é um elo de ligação entre cultura e tradição que representa Tregosa e o imaginário subjacente à música Folk. Surgiu em 2009, mais propriamente nos dias 5 e 6 de setembro, como um festival rural de entrada livre e de pequena dimensão, com características únicas: um palco instalado em cima do rio Neiva ladeado por uma paisagem deslumbrante. Em 2010, o festival cresceu e entrou no roteiro dos seguidores da música folk. Ao longo destas sete edições o festival verificou uma enorme evolução, tendo alcançado o seu lugar no universo dos festivais de música tradicional. A organização encontra-se a cargo da TORGO – Associação de Apoio às Artes. O responsável pelo festival, Sérgio Moreira, em declarações ao Vale do Neiva relata:

Quais são os principais desafios para a realização deste festival?

O principal desafio está em garantir financiamento de forma a continuar a ter um festival de entrada gratuita.

O que o caracteriza dos restantes festivais?

O espaço onde está inserido, a paisagem e o misticismo do Arreda aliado à música folk cria o ambiente perfeito para a troca de experiências e partilha de conhecimentos.

Porquê a escolha do local em Tregosa?

Pelo Arreda, que dá o nome ao festival.

Qual o balanço das edições passadas deste festival?

Tem sido muito gratificante ver o trabalho que temos realizado ser cimentado e reconhecido, tornando este festival uma referência no género.

Para este ano, quais as novidades musicais?

Este ano, o Arredas quer continuar a afirmar-se como um festival de características singulares, onde é possível conciliar um ambiente de festa permanente com a qualidade dos espetáculos. Prova-o o cartaz que propomos para esta edição, talvez o mais forte de sempre. Temos um cartaz muito atrativo, do qual destaco Terrakota (dia 2) e Sebastião Antunes & Quadrilha (dia3). Por isso, a 1, 2 e 3 de setembro há um destino para quem quer divertir-se tendo apenas como limite ultrapassável o respeito pela natureza e as boas regras da sã convivência.

Quais as novidades para o público que irá visitar este festival?

Além do ótimo cartaz, o público poderá disfrutar de várias atividades que irão decorrer ao longo dos dias, como canoagem, caminhada, oficina de percussão, gaita-de-foles, dança, cordofones e voz.

Uma curiosidade que considere relevante partilhar com os nossos leitores.

Procurem conhecer esta figura de Tregosa que é o Arreda.

Gostariam de agradecer a alguém em especial?

A todas as pessoas que ao longo do ano nos vão ajudando, de alguma forma, a fazer acontecer o ARREDAS.

Apesar da nítida evolução, a identidade deste festival mantém-se fiel: uma oferta artística dirigida a diferentes públicos, numa perspetiva de diversidade cultural e intercâmbio de ideias e experiências.


PUB
PUB

Últimas [Cultura]