Floresta

Floresta Mais Sustentável

3 Janeiro 2017

Uma floresta mais sustentável é muito importante em termos ambientais “fauna e flora”, mas também representa riqueza para todos nós e para o País. Como sabemos, no último verão os incêndios foram demasiado severos, afetando com gravidade a sustentabilidade da floresta nacional. Os produtores florestais viram assim, os seus rendimentos reduzidos. Terá de ser implementada uma nova estratégia, no sentido de salvaguardar vários interesses, na exploração florestal.

A nossa floresta, como sabemos está desordenada, não é novidade para ninguém. Muitas estratégias estão em cima da mesa, dos vários organismos que tem a responsabilidade da gestão florestal, a nível nacional. A maior parte da floresta é propriedade privada, o Estado e os baldios, são proprietários de uma pequena parcela, dessa mesma floresta. Numa conferência que aconteceu em Vila de Punhe neste mês de Novembro de 2016, onde o tema tratado foi a floresta, foram abordados vários assuntos, um dos quais a responsabilidade dos proprietários, sobre as suas propriedades florestais.

As regras, parece que vão mudar a curto prazo, deixando antever, que vai ser difícil conciliar os vários interesses envolvidos, e parece-me que não são poucos, desde logo a reflorestação que vai ter regras mais apertadas, na autorização das espécies a plantar. Como sabemos, o eucalipto das várias espécies existentes é uma das mais rentáveis, mas também uma espécie muito contestada, por vários motivos sobejamente conhecidos, mas os grandes e pequenos produtores florestais certamente não comungam da mesma opinião, pois está em causa a rentabilidade florestal.

Desde logo, para se investir na floresta é preciso ter um bom retorno, parece-me lógico. Esse investimento, estatal e privado, terá que passar desde logo, pela limpeza e manutenção dos vários acessos a muitos pontos da floresta, que estão intransitáveis, para depois sim se reflorestar numa monocultura de espécies e gestão sustentada de meios no terreno, para “prevenção” dos fogos. Acções de reflorestação, não tendo em conta o que atrás foi referido, é começar a ” casa pelo telhado”, como se diz em bom português.

 

Manuel Lima
m.l.valedoneiva@gmail.com

 


PUB
PUB

Últimas [Ambiente]