Neves

Externato das Neves será transformado em Lar de Idosos

13 Abril 2017
Este futuro lar de idosos vem acrescentar mais oferta na região do Vale do Neiva

O antigo Externato das Neves vai dar lugar a um lar de idosos, vai ser sujeito a obras de recuperação e reconversão, para ter todas as condições previstas na lei para esse tipo de instalações. A Fundação Caixa Agrícola do Noroeste é o promotor da obra, estimada em 4 milhões de euros, esta Fundação foi fundada a 7 de Dezembro de 2011 com a missão de promover “ melhorias sustentáveis dos padrões de vida das crianças, jovens e idosos do Distrito de Viana do Castelo e concelho de Barcelos”.

O presidente do Conselho de Administração o Sr. José Carvalhido da Ponte que sublinhou que as atenções passam por saber como “ distribuir” o que for permitido pela Caixa Agrícola. Nesta manhã de sábado 25 de Fevereiro de 2017 foi a aprentação pública do projeto de arquitetura, estiveram presentes as entidades, Câmara Municipal de Viana do Castelo, Juntas de Freguesia, e a comunidade, abrilhantado o acto pela Banda Musical Nova dos Escuteiros de Barroselas. O futuro lar terá “ muitas valências para oferecer” como piscina, clínica de fisioterapia, restaurante entre outras. Será dotado de 19 quartos, mas o projeto foi pensado para que os idosos não estejam fechados entre quatro paredes, referiu o arquitecto Roberto Campos. Este futuro lar de idosos, vem acrescentar mais oferta cá na região do Vale do Neiva, espaço geográfico onde está inserido, já cá existem algumas respostas nesse campo também com alguma qualidade, embora algumas não sendo acessível a todas as bolsas, pois como sabemos temos “muitos idosos com graves problemas económicos” por essa via, as famílias não conseguem por vezes colocar os seus idosos nesses lares, recorrendo por vezes a alternativas de inferior qualidade.

A forte penalização das reformas, atualmente num patamar de idade elevadíssimo, fundamentado na altíssima esperança de vida, a fraca resposta social a vários níveis, a descapitalização das famílias, por via da doença e do desemprego do agregado familiar, acrescentando outros fatores associados, custo de vida muito alto, impostos demasiados e exorbitantes. Por essa via, deixam de fora agora e no futuro, o acesso de muitos idosos a esses lares construídos, e a muitos que eventualmente se venham a construir.

Manuel lima
m.l.valedoneiva@gmail.com

 

 


PUB
PUB

Últimas [Região]