Cristiana
mm
Cristiana Félix
Psicóloga
cris_felix10@hotmail.com

A importância do Diálogo na mediação dos conflitos escolares

4 Maio 2017

Os conflitos entre as crianças na escola é frequente, no entanto, devem ser vistos como uma oportunidade de mudança e de crescimento individual. Estes conflitos podem assim ser utilizados pelos mediadores (professores, pais e educadores) como um espaço privilegiado de promoção de valores e de comportamentos corretos e incorretos. Deste modo torna-se fundamental que os progenitores e os educadores conheçam as estratégias que podem utilizar de forma a ultrapassar estas questões.

Os conflitos entre as crianças acabam por acontecer inevitavelmente no nosso dia a dia, pelas mais variadas questões associado grande parte das vezes às seguintes:

Rivalidade entre os grupos;
Disputas em termos de poder face ao papel no grupo;
Discriminações;
Intolerância às diferenças;
Conflitos de interesses;
Questões amorosas;
Falta de respeito e bom senso;
Injustiças entre muitos outras questões que poderiam ser enunciadas.

Face a estas questões, a escola e os pais, tem de estar preparados para gerir estes conflitos evitando que se tornem em comportamentos de agressividade de uns para com os outros, em degradação de património e ainda em comportamentos de discriminação. Os conflitos devem ser vistos assim como uma forma prevenir eventualmente novos conflitos.

 

 

Os pais/educadores tem como função de gerir estes conflitos abordando as questões da empatia, o respeito e a disciplina assim como a responsabilidade social. Dentro destes comportamentos devem ainda promover a comunicação social, a democracia o respeito e essencialmente a reconstrução das relações evitando consequentemente o aparecimento de novos comportamentos semelhantes.

É importante refletir sobre esta temática dos conflitos mesmo quando eles se tornam indesejáveis e perceber quais os motivos que estavam na base daqueles comportamentos para que assim se possa identificar e modificar os comportamentos, potenciando desta forma o crescimento individual e a relação com o grupo.

A resolução destes conflitos torna-se ainda fundamental na medida em que permite gerenciar comportamentos positivos e mediar os mesmos com base na promoção do diálogo. Para a promoção de um dialogo correto é importante:

Escolher o local calmo e confortável;
Escolher o momento certo para abordar as questões mais importantes;
Estar consciente do problema;
Promover a expressão dos sentimentos;
Não usar linguagem agressiva;
Evitar os julgamentos;
Não fazer comparações;
E muito importante saber escutar o que os outros tem para dizer.

Em suma, é importante que os pais e os educadores olhem para os conflitos como uma forma de desenvolvimento pessoal e potencialização do diálogo entre as crianças, evitando o aparecimento posterior de novos conflitos.

 


PUB
PUB

Últimas [Opinião]