Barroselas e Carvoeiro

Matrimónio – Para a santificação do Povo de Deus

5 Maio 2017

No encerramento do Curso de Preparação para o Matrimónio – CPM – que decorreu entre o dia 3 de março e 8 de abril em Barroselas, os casais de noivos receberam a bênção de Deus para este tempo importante e decisivo das suas vidas.

No decurso do pequeno curso foi possível pensar, meditar e rezar alguns pontos considerados basilares na construção da vida familiar. Desde a perceção das mudanças que a vida a dois implica para cada cônjuge até à antecipação de cenários prováveis da vida matrimonial, passando pela compreensão da relação conjugal e do matrimónio como um sacramento e um dom de Deus.

Com a consciência de que o sacramento que se preparam para celebrar tem metas superiores ao bem-estar do casal, inclusive no que respeita à dimensão eclesial – com implicações na santificação do povo de Deus –, os noivos presentes receberam a graça de Deus nesta celebração da Bênção dos Noivos, como um conforto necessário e uma ajuda no crescimento e fortalecimento do amor que os une.

Esta bênção, como todas as outras bênçãos instituídas pela Igreja, é um sinal sensível que «significa e realiza a santificação da humanidade em Cristo», sem qualquer implicação supersticiosa ou mágica, mas apenas para glória de Deus pelos seus dons.

O CPM não pretende responder a todas as questões, nem formar casais cristãos isentos de erro, deseja somente ajudar a preparar este passo importante e decisivo. Aos novos casais foi pedido que enfrentem as alegrias e vicissitudes do futuro sempre com o apoio e aconselhamento de outros casais mais experientes.

A partilha de dificuldades e dúvidas com quem possa elucidar com clareza torna-se fundamental para a sanidade, fidelidade e maturidade do casal.

O casamento é mais do que a união de duas pessoas que se amam, é a união de duas famílias, duas histórias e muitos feitios, o que requer muita confiança, muita fidelidade e muita compreensão. Desta forma o ambiente familiar – mais reduzido ou mais alargado – viverá a estabilidade e a paz necessárias para o crescimento de novas famílias.

Diácono Vitor Miguel Rocha

 

Seguidamente apresento quatro positivos testemunhos de noivos com a seguinte pergunta:

“O matrimónio vai mudar as nossas vidas porque …”

… nos vamos tornar numa família. A nossa família. E vamos tentar que todos os dias consigamos enfrentar as vicissitudes da vida em conjunto, procurando crescer enquanto pessoas e enquanto casal. Porque todos os dias serão a confirmação do nosso amor e da vontade que nos levou ao altar e à confirmação, junto de Deus, de certeza.
Adriana Costa e Mário Marques.

… para nós o matrimónio vai ser muito importante porque vai ser o início a dois.
Vamos formar uma família, ter filhos. O ter filhos vai fortalecer o nosso amor.
O matrimónio vai ser o início de muitos anos juntos e felizes onde vamos ter muitos desafios pela frente mas que vamos superar com o amor de Deus.
Isabel e Rafael.

… passaremos a ser uma família, onde as decisões serão tomadas a dois para que haja sempre mutuo acordo.
Passaremos a ser dois a lutar pelos objetivos que temos vindo a pensar ao longo do tempo, a planear e a organizar a nossa vida para a chegada de novos membros à família, pensando sempre na harmonia e bem-estar do nosso lar.
Cátia Dias e Tiago Cerqueira

… passaremos a ser um só.
A vida individual de cada um de nós irá ser complementada através do amor que nos une, esperamos, e tudo faremos, para que as mudanças que forem surgindo nos enriqueça e nos tornem mais unidos.
Vânia e Rui.

 

Domingos Costa

 


PUB
PUB

Últimas [Região]