Ana Sofia Portela
mm
Ana Sofia Portela
Enfermeira
enf.anasofia@gmail.com

Vamos à água?

5 Agosto 2017

No Verão sabe bem ir à piscina, praia e rio. Não só para apanhar Sol, mas também para refrescar na água, surgindo assim um belo dia de diversão.

Mas, todos os anos há pessoas que morrem afogadas em piscinas, praias e rios, sendo muitos delas crianças e jovens. Nestas faixas etárias, é uma das principais causas de morte, depois dos acidentes de viação. A morte por afogamento é rápida e silenciosa. Por isso, para que a sua ida a banhos decorra sem imprevistos, deixo aqui alguns conselhos da Direção-Geral de Saúde.

  • Cumprir as regras de segurança na praia e nas piscinas, quer sejam públicas ou privadas;
  • Em piscinas privadas, colocar uma vedação à volta e um trinco de fecho automático, de forma a impedir o acesso das crianças à água;
  • Em espaços desconhecidos, inspecione o local e tape poços, tanques e depósitos de armazenamento de água com redes pesadas;
  • Vigiar as crianças sempre que se encontrem perto da água, estar atento às brincadeiras e colocar braçadeiras ou coletes àquelas que não sabem nadar;
  • Nunca deixar uma criança que ainda não é autónoma sozinha durante o banho, em casa, na praia ou na piscina;
  • Na prática de desportos aquáticos e de atividades de recreio, usar sempre o colete de salvação e outros dispositivos de segurança;
  • Aulas de natação ajudam as crianças a saber nadar, boiar e a identificar situações perigosas. Ainda assim os adultos devem estar sempre vigilantes;
  • Não confiar a segurança de uma criança pequena a outra criança mais velha;
  • Frequentar praias vigiadas é muito mais seguro por terem os sinais das bandeiras e as instruções dos
  • Nadadores Salvadores que são de respeitar;
  • Não entrar de repente na água após longos períodos de exposição ao sol;
  • Evitar nadar sozinho, não se afastando demasiado e nunca nadar contra a corrente;
  • Se tiver uma cãibra, fora de pé, respire fundo, coloque-se de costas e bóie até que possa nadar para a margem;
  • Ao identificar um caso de afogamento, não tente ser herói! Chame por socorro!

O cuidado com estes aspetos pode fazer a diferença entre a vida e a morte. Por isso, aproveite o mês de agosto para ir a banhos, mas seja prudente consigo e com ou outros!

 

 


PUB
PUB

Últimas [Opinião]