Cinema

Música no meu coração

27 Agosto 2017

Início a minha crónica, falando sobre um filme sobejamente conhecido que eu considero ser o melhor musical de sempre, o seu nome original é “The Sound of Music” de 1965, (Música no Coração em Português). Protagonizado por Julie Andrews e Christopher Plummer — que interpretam respectivamente Maria e Capitão Von Trapp —, o filme narra as aventuras de uma jovem mulher austríaca que estuda para se tornar uma freira em Salzburgo no ano de 1938 e acaba sendo enviada para a casa de campo de um oficial da marinha viúvo e aposentado, para ser a governanta de seus sete filhos. Depois de trazer música e amor para as vidas das crianças através da bondade e paciência, ela se casa com o Capitão e, juntamente com as crianças, descobre uma maneira de sobreviver à perda sua terra natal através da coragem e da fé.

No entanto (além do enredo) existem três aspectos nucleares no filme, que são no meu ponto de vista cruciais no sucesso do mesmo:

1º As características da personagem Marie, que além de ser uma mulher bonita, é extrovertida, irreverente, carinhosa e radia de felicidade, uma figura interessante que acaba por seduzir as restantes personagens e o público em geral.

2º A Banda Sonora do filme: Músicas melodiosas e encantadoras produzidas por Howard Lindsey e Russel Crouse, contando com a excelente interpretação e voz dos actores.

3º As fantásticas paisagens do filme, onde foram filmados, nomeadamente na Baviera, Alemanha, a cidade de Salzburgo e os Alpes na Áustria.

Terminando a apresentação formal do filme, existe uma curiosidade sobre o mesmo, que queria vos contar, é que este filme já passou (pelo menos) uma centena de vezes na televisão, por ocasião do Natal, Passagem do Ano, Páscoa e isso desencadeava uma reacção negativa por parte dos familiares que diziam: “Outra vez este filme?”, “Não podiam em vez de isto dar um circo ou um espectáculo de variedades!”, as pessoas ficavam claramente aborrecidas e com alguma razão. Mas no meu entendimento há uma explicação para o sucedido, é que este filme, trás uma mensagem de amor, tolerância, felicidade, que condiz em absoluto com o espírito Natalício, é por isso que eu lhe chamo “Música no meu coração”.

Alcino Pereira


PUB
PUB

Últimas [Sociedade]